Por Renan Lemes
Fonte: http://br.forum.ivao.aero/index.php/topic,102315.0.html

*******************************************************************

Bom galera resolvi fazer um mini tutorial com os conhecimentos de meteorologia que eu pouco tenho, tentei resumir e deixar o mais simples possível.

Ai vai um esqueminha que eu desenhei(nao sou artista, por isso não repare):

QNH: É o ajuste altimetro LOCAL, ‘zerado’ ao nivel do mar.
–>Como assim zerado ao nivel do mar?!
Utilizo  ester termo pois, quando ajustamos o QNH(Por exemplo: 1010,2hpa) temos a pressão tirada do nivel do mar.  Com a pressão 1010,2 ajustada, levando o caso que  vamos pousar em um aeroporto ao NIVEL MÉDIO DO MAR(como mostra  a foto o aeroporto a ‘0ft’ de altitude) a indicação que teremos no nosso instrumento será de ‘0ft’, no caso a altitude do aeroporto. Mas só temos esse ‘0ft’ pois estamos no nivel do mar, ajustado no QNH local.

Se estivermos pousado no aeroporto acima do NMM(nivel médio do mar, como mostra a figura), em uma montanha de 1500ft de ALTURA(utilizando o NMM como ponto de referencia),  e com o mesmo ajuste (1010,2) conseguimos saber a ALTITUDE do aeroporto. É COMO se estivessemos voando a uma altitude de 1500ft,a diferença é que estamos parado.

QFE: Famoso ajuste a ZERO.
–> Esse ajuste é MENOS usado para vôos.
–>Por que ajuste a ZERO?
Utilizando do mesmo exemplo da montanha . Caso estivermos pousado no mesmo aeroporto, a 1500ft(e o instrumento TAMBÉM indicando 1500ft), e nós quisermos saber qual é a pressão naquele instante e naquela area, nós vamos ajustando a pressão, até a marcação de altitude no INSTRUMENTO chegar a 0ft’.
Isso é o ajuste a ‘0ft’.

QNE: Pressão denominada padrão acima de certa altitude
–> Como assim denominada padrão acima de certa altitude?
Sim é isso, para termos a regularização de altitude, TODOS TRAFÉGOS DO MUNDO, deveram ajustar 1013,2Hpa ao passarem por uma linha imaginária de transição.
Pois imagina se cada um voasse com uma pressão ajustada? Todos iriam voar em altitude diferentes, imaginando estarem iguais. Ajustando todos 1013,2hpa, todos voam na mesma altitude.

–> Oque seria essa ‘linha imaginária de transição’?
Acima de 3000ft de ALTURA(levando em consideração terreno local/altitude do aeroporto de saida/chegada) é a linha em que citei de imaginária.
Acima dela é OBRIGATÓRIO o ajuste 1013,2.
Essa transição existe um nome, para quem desce/sobe. Para quem desce é ‘nivel de transição'(uma dica: é sempre de onde vem), e quando subimos é ‘altitude de transição'(a dica vale para essa também)

Mas por que ‘da onde vem’?… Simples, ACIMA da linha de transição o certo é falar ‘ XXXX Está no nivel de vôo 140’, então quando descemos, estamos decendo de um NIVEL, por isso ‘nivel de transição’.
E quando estamos ABAIXO da linha o certo é falar ‘XXXX Está a 3000ft(três mil pés) de altitude’, estamos subindo de ALTITUDE, por isso ‘altitude de transição’.

POR EXEMPLO:
Decolamos de Congonhas(SBSP) o aeroporto fica a 2500ft de altitude(lembramos NMM é 0ft), somamos 3000ft’  com 2500ft, para no nosso caso decolando, sabermos qual seria a altitude de transição do aeroporto.
Que em congonhas é 5500ft’. Decolamos ajustado QNH, ao cruzarmos 5500ft de ALTITUDE, ajustamos o QNE(ajuste 1013,2hPa ou 2992,2mmHg) o ajuste padrão.
Mesma coisa para descida, soma-se 3000ft da altitude do destino para sabermos o nivel de transição, ao cruzamos tal nivel, ajustamos o QNH do local.

Lembramos que o QNH vem indicando em TODOS METAR/TAF
–>SBSP 250200 08005KT 9999 BKN013 21/18 Q1018=
Exemplo: Neste metar o QNH de Congonhas é “1018,2 hPa”

–>Lembramos também que existe o QFF , mas é usado apenas para fins de pesquisa meteorologica, não sendo utilizado no dia-a-dia para os PILOTOS.

Bom é isso, logo se precisar de algo complemento mais um pouco !…

Caso tenha algum erro, favor reportar Wink

Abraço
Thank’s !